Cadastrar |

O Tornado e o Guerreiro Coletivo

Mais uma vez a malha de consciência se manifestou para mim como um vento que chega de repente, transportando uma nuvem no céu que se transforma em uma imagem para ser contemplada, um significado, um convite para a reflexão. Os ventos e nuvens desta malha foram sonhos, intuições, metáforas, `sincronicidades, informações e mensagens contidas em livros, filmes e canalizações.

Esta malha começou a se formar com um sonho que tive em Maceió no final de agosto de 2009. O sonho foi o seguinte:

“Eu estava na cobertura de um grande edifício conversando com o Jorge Fernando, aquele diretor da Globo que se destaca por sua alegria e descontração. Estávamos conversando sobre o ano 2012 e o que esta data representa.

Em nossa conversa eu dizia o que sabia sobre o tema. Falava sobre a desinformação que envolve esta data e a crescente onda midiática em torno disto, geralmente com foco apocalíptico. Falava também sobre tudo o que eu já havia estudado, intuído e entendido sobre este fim de ciclo único em nossa história e a importância de informar às pessoas sobre os grandes potenciais de renovação que ele trás.

Enquanto falava, percebia que o Jorge Fenando se empolgava, havia um brilho em seu olhar e uma 

expressão de espanto em sua face. Então ele me disse que tudo aquilo precisava ser tema de um samba enredo para que fosse apresentado no Carnaval do Rio, para que pessoas do 

mundo inteiro pudessem 

assistir! À medida que ele falava eu ia visualizando as fantasias, as alas da escola representando várias facetas que envolvem esta data e seus significados, os carros alegóricos. Tudo aquilo se juntava em um todo coerente! No sonho me parecia que aquela seria a maneira perfeita de esclarecer sobre um tema tão polêmico e importante!

Ao final de nossa conversa o Jorge Fernando apontou para uma estrutura que estava em cima daquela cobertura e me perguntou o que era. Quando olhei vi um grande observatório com uma cúpula verde! Disse a ele que eu havia recebido aquele observatório de presente.

O sonho terminou ali.”

Ao acordar, a primeira coisa que me veio à mente foi a lembrança de uma série de experiências que vivi em 2005 também com aquele tema, onde literalmente o Ser me pedia para “aprofundar no significado de 2012”, o que acabei fazendo através de várias leituras e reflexões. Aquela experiência está relatada em outra mensagem que chamei de “Alquimia e EMF #3 Hecate, a Guia Cósmica”. Este texto pode ser acessado pelo linkhttp://www.faroldeluz.com.br/textos.php?a=15 

Ao analisar o sonho o que ficou bem evidente para mim, com a presença de um diretor global e a sugestão de criar um enredo para escolas de samba, foi a importância de transmitir esta informação para um grande público de maneira criativa e alegre, através de um enredo, uma história. Aliás, no texto sobre o qual eu falo acima, um dos insights que tive foi a necessidade de “se tornar criança” para aproveitar o potencial de evolução que este momento representa. Só através da criatividade, da imaginação, da alegria e da confiança pode-se atravessar a ponte para uma realidade mais plena.

De qualquer forma senti que estava chegando a hora de eu escrever sobre 2012 e compartilhar minhas percepções e entendimentos com outras pessoas.

Outro símbolo muito importante presente no sonho foi o observatório com a cúpula verde que eu havia ganhado de presente! O fato de ser um observatório é óbvio, pois tem haver com a observação do cosmo e também o que ele nos diz. Não é segredo que o macro universo à nossa volta nos afeta em nossa esfera física, basta observarmos o efeito da gravidade nas marés, das radiações solares e cósmicas sobre a biosfera. Mas, acredito que há também os efeitos mais sutis, energéticos e simbólicos, como nos mostra a astrologia, ciência presente em tantas culturas do planeta.

O fato do observatório ter uma cúpula verde talvez simbolize o coração e, portanto, esta observação mais intuitiva das coisas. Intelecto e intuição precisam andar juntos, de forma coerente, para que haja uma visão mais clara, com maior discernimento. Jung diria que as quatro funções em equilíbrio, pensamento, intuição, sentimento e sensação é que permitem uma visão mais inteira da realidade.

O fato deste observatório ser um presente dá a impressão de algo que recebi de “alguém”. Mas quem será este “alguém”? Acho interessante que na língua inglesa a palavra para presente é “gift” que também é a tradução para a palavra “dom”, um tipo de habilidade inerente à pessoa. Não acredito que o dom seja algo ganho, mas algo conquistado pelo indivíduo através do desenvolvimento e da prática, ao longo do tempo, de potenciais que estavam latentes. Quando alguém nasce com um dom, como no caso de Mozart, por exemplo, acredito que este talento ou habilidade tenha sido desenvolvido em outras experiências, em outras vidas. Para mim esta é uma das grandes evidências do sistema reencarnatório, pois ele fala mais alto ao meu senso de justiça.

Bem, à luz destas reflexões, acredito que tenha este dom de observar o cosmo usando intuição e intelecto, algo que procuro desenvolver com estudo, observação e prática. Talvez isto me credencie a falar um pouquinho sobre 2012, como sugerido no sonho.

Como se fosse uma continuação, mais uma ala do desfile sobre 2012, uma parte do enredo, em 14/09/09 tive outro sonho que falava sobre um aspecto mais especifico e diria urgente deste tema.

Sonhei que estava com uma câmera filmadora observando a formação de tornados em um céu tempestuoso. Enquanto eu filmava vários tornados começaram a se formar. Das nuvens surgiam cones que iam até certa altura, mas, no entanto, não chegavam até o solo e se desfaziam rapidamente.

Então uma das nuvens desceu em espiral até um lago e um tornado se formou. Não era um tornado muito forte e fiquei ali observando aquele fenômeno da natureza por um tempo.

Quando chegou à margem do lago, vindo em minha direção, ele se transformou em um ninja vestido de preto e vermelho, que eu imediatamente compreendi como sendo um personagem do jogo Mortal Kombat, mesmo não tendo familiaridade com este jogo! Curiosamente o ninja era o ator Keanu Reeves!

Quando aquela figura se manifestou tive um pouco de receio e recuei. O lago estava no quintal, nos fundos de uma casa e havia uma estrada lateral que ia do lago até a frente da casa que ficava em um ponto mais alto. O corredor passava ao longo de toda a lateral daquela casa. Já na parte da frente daquela construção fiquei observando o guerreiro e intuitivamente soube que era preciso derrotá-lo, pois ele representava uma ameaça. Naquele momento surgiu uma corrente, saída não sei de onde, que aprisionou o ninja, mas sabia que era só uma questão de tempo até ele se soltar.

Naquele momento, entrei na casa. Senti que havia muitas pessoas ali dentro, mas eu não podia vê-las. Então corri para os fundos onde, por uma janela lateral, pude ver o ninja se soltando das correntes. Sabia que enquanto eu estivesse na casa e o ninja permanecesse no quintal eu estaria protegido, mas se ele chegasse até a porta de entrada todas as pessoas que estivessem ali estariam em perigo. Portanto tinha a clara percepção de que era necessário detê-lo antes que subisse a rampa e chegasse à porta de entrada. Fiquei imaginando como aquilo poderia ser feito. Meu sonho terminou ali.”

Ao acordar comecei a interpretar as imagens ali contidas para extrair a mensagem. Imediatamente associei a tormenta e os tornados com potenciais cataclismos envolvendo a Terra nestes momentos que precedem o ano 2012 que, para muitos, será marcado por estes episódios climáticos apocalípticos. No entanto, assim como no sonho, onde vários dos possíveis tornados não conseguiam se manifestar, compreendo que estes potenciais apocalípticos também não têm mais as condições e a força necessária para se tornarem nossa realidade. Ainda assim, parece haver um resíduo que pode se manifestar. Mesmo que sua força e poder de destruição sejam reduzidos ele traria uma certa ameaça.

Curiosamente enquanto eu escrevia esta parte da narrativa um temporal caiu em Belo Horizonte. Parte do rufo de nossa casa voou e foi parar no quintal da vizinha. As folhas carregadas pelo vento entupiram a calha do telhado e a água começou a se juntar e a vazar por toda a casa. Era por volta da meia noite e estávamos movendo os móveis e passando o rodo pelo chão para retirar a água.

No dia seguinte uma amiga me ligou para contar de sua experiência com aquela tempestade. Antes da tempestade ela disse ter sentido seu corpo vibrando, como uma corrente elétrica estivesse passando por ele. Depois ela disse que houve um apagão em seu bairro e tudo ficou escuro. Ao olhar para o cenário ela disse que havia vários clarões azulados, provavelmente devido aos curtos circuitos na fiação elétrica. O comentário que ela fez foi “Parecia que o mundo estava acabando. Senti medo naquele momento”.

Este medo do fim do mundo através de eventos naturais parece ser algo muito enraizado na psique humana. Ao contar à minha amiga sobre o que eu estava escrevendo ela teve um insight e disse que aquelas coisas estavam vindo à tona, à consciência, para que as memórias com relação a isto fossem purificadas. Como se não bastasse aquela sincronicidade, no dia seguinte, esta mesma amiga me ligou novamente para compartilhar outros fatos. Ela disse que havia acabado de conversar com uma amiga dela e, sem que tivesse mencionado nada sobre este tema, a amiga disse que tivera um pesadelo na noite anterior. No pesadelo ela via uma grande cidade sendo destruída por tornados!

Outro fato interessante foi que minha amiga tinha acabado de receber uma música dos anos 70 que falava sobre a natureza, nos trazendo a pergunta, “o que iremos escolher?” Curiosamente o nome do cantor e compositor era Hurricane Smith. Para quem não sabe Hurricane significa furacão, em português.

Naqueles dias fui à casa de grandes amigos meus que não se ligam muito em temas esotéricos e espiritualistas. Ele é um engenheiro metalúrgico, como eu, e ela uma psicóloga com formação psicanalítica. Durante nossas conversas, não me lembro porque, a Dani disse que 2012 era um símbolo muito forte e que ela tinha medo do que aconteceria naquela data!

Estes fatos sincronísticos se uniram a esta malha de consciência me mostrando que há realmente uma atmosfera psíquica coletiva envolvendo estes potenciais.

O fato de um tornado representar esta idéia é muito sugestivo e contém várias camadas de interpretação e significados. Além da representação óbvia de uma força destrutiva da natureza, o tornado tem o formato de um redemoinho semelhante a uma Ponte de Einstein Rosen que é o centro da forma toroidal, dos campos eletromagnéticos! Mesmo não havendo uma explicação definitiva, acredita-se que os mecanismos de transformação associados a 2012 tenham a ver com o entrelaçamento entre o poderoso campo magnético da galáxia, o do Sol e o da Terra. Em seu livro “Galactic Alignment”, John Major Jenkins fala sobre isto.

Voltando ao símbolo do redemoinho, da ponte, muitos acreditam que esta ponte é a conexão entre o espaço e o hiperespaço, o portal interdimensional, se pudermos chamar assim, através do qual tanto a matéria quanto a realidade se manifestam a partir do mundo quântico, do vácuo, do mundo das potencialidades, do Agora!

Postula-se que seja através desta ponte, ou destas pontes, que se precipitam os potenciais mais ativados, as ondas de probabilidades mais fortes da realidade. É parte do mecanismo da co-criação! Alguns físicos chamam a isto de campos de torção.

É claro que do ponto de vista científico esta é uma hipótese controversa, mas para mim esta é uma verdade enraizada em minha própria experiência, pois uma vez eu (minha consciência) literalmente entrei por este túnel espiralante em um movimento ascendente e me manifestei conscientemente em outro plano da realidade, um plano mais sutil e expandido onde pude observar os potenciais de minha alma em uma dinâmica simbólica, sintética e transformadora. Após a experiência naquele plano entrei novamente por aquele redemoinho, desta vez em um movimento descendente, e despertei no corpo, no plano físico, com toda a lembrança do que ocorrera. Esta vivência está relatada bem no início de um outro texto chamado “EMF e Alquimia #5 - A Criança Interior ” que pode ser lida no link http://www.faroldeluz.com.br/textos.php?a=19 .

Vejam a beleza e o timing das sincronicidades novamente! Logo após escrever o trecho acima sobre os tornados e vórtices espiralantes que fazem parte do processo criativo, fiz uma pausa e fui assistir o Jornal Nacional (24/09/09) que estava exibindo uma reportagem sobre a influência da religião nos costumes, mitos e crenças indígenas. Estavam falando sobre as concepções de criação nas duas culturas. Ao falarem sobre o mito da criação do homem mostraram primeiro a concepção cristã que diz que “Deus criou o homem à sua imagem e semelhança”. Logo depois um índio falou de sua visão: “O homem desceu à terra em um redemoinho”!Unindo-se estas duas visões poderíamos dizer que o homem, a imagem de Deus no plano físico, se manifesta através de um redemoinho! Este tema tem a ver com a Gênese!

Este tema da gênese me fez lembrar da pesquisa feita pela Meru Foundation. Stan Tenen um de seus fundadores descobriu no livro da Gênesis uma metáfora geométrica do processo de criação contínua. Esta metáfora se trata do “Fruto que gera frutos de si mesmo”, a maçã. Este fruto é exatamente a forma toroidal, com seu núcleo espiralante. Abaixo uma imagem tirada do sitewww.meru.org que mostra várias analogias da forma toroidal, incluindo um tornado que pode ser visto mais abaixo da figura.

Outra sincronicidade: como em meu sonho surgiu o ator Keanu Reeves, que depoisinterpretei como o personagem Neo da Matrix, tirei o final de semana para rever toda a trilogia e encontrar alguma informação ressonante com a mensagem do sonho. Em Matrix Reloaded, logo no início quando aparecem aquelas letras verdes, os códigos de programação que vão nos levando para dentro da Matrix, notei a presença de um toróide e várias espirais, como se fossem fractais que fizessem parte da construção da Matrix! Curiosamente esta introdução mostra a estrutura interna de um relógio, sugerindo a própria criação do tempo e sua natureza fractal! Esta informação se conecta com outra mais adiante no texto.

Matrix é talvez o filme que mais me proporciona insights. Como diz um de seus produtores, “Matrix tem cerca de 400 camadas de interpretação, algumas pessoas acessam 2, outras 5 e outras acessam as 400”. O fato é que toda vez que assisto a este filme um novo insight se apresenta, dependendo das situações que eu estiver vivendo no momento.

Para concluir esta reflexão sobre o símbolo do tornado e sua forma ligada à interdimensionalidade e à criação preciso comentar que meu acesso a este reino interior, aos símbolos, aos novos potenciais e às sincronicidades se intensificou muito a partir do momento que comecei a ler as mensagens de Kryon, o mestre do Serviço Magnético, e a praticar a EMF Balancing Technique, que trabalha exatamente o campo eletromagnético, através de seu equilíbrio, fortalecendo a “Energia do Centro” que nada mais é do que o centro da forma toroidal, a espiral que liga céu e terra, o que está em cima e o que está embaixo. Um dos lemas da EMF é “Co-crie sua vida mais iluminada” e “Irradie sua Energia do Centro”.

À luz destas informações o sonho parece indicar um processo criativo coletivo. A pergunta que cabe aqui é: O que estamos co-criando neste momento? Para qual potencial estou contribuindo? Será que estou co-criando minha vida mais iluminada?

A próxima parte do sonho, onde o tornado se personifica em um personagem humano ameaçador, um guerreiro ninja, me levou a associar a existência destes fenômenos naturais com a própria humanidade. Isto quer dizer que acredito que nossa consciência coletiva de fato cria tais eventos, bem como neutraliza sua possibilidade de ocorrer, não só através do cuidado com a natureza, mas através de nossas escolhas e principalmente da transformação interior.

Depois, quando fui buscar informações sobre aquele personagem esta percepção se aprofundou e se ampliou de forma incrível, com vários outros insights! Esta parte compartilharei mais adiante.

Outra informação importante no sonho foi a presença da casa e do corredor lateral íngreme que vai desde os fundos até a porta da frente. A casa para mim representa nossa civilização, sendo que os fundos representam o passado e a porta da frente representa o futuro. O personagem ameaçador que personifica estes cataclismos manifesta-se no quintal, no passado, mas se desprende das correntes que o seguravam e começa a se mover rumo à porta da frente da casa, o futuro. No sonho ficou muito claro que era necessário combater aquele ser e o que ele representava, no entanto sabia que não poderia esperá-lo chegar até a porta da frente. Era necessário enfrentá-lo antes disso.

Por uma janela, dentro da casa, podia ver o ninja enquanto ele começava a subir a rampa. Talvez aquela fosse uma janela de tempo que permitiria enfrentar aquela figura no passado, antes que ele ameaçasse o futuro!

Abro um parêntese na interpretação do sonho para comentar sobre o mais recente livro do cientista e visionário Gregg Braden (autor de O Código de Deus; A Matriz Divina; Efeito Isaías) chamado “Fractal Time –The Secret to 2012 and a New World Age”, ainda não publicado em português. As informações ali esclarecem ainda mais sobre o insight que estou compartilhando.

Neste livro Gregg fala sobre a natureza fractal do tempo, ou seja, o tempo e seus potenciais acontecem em ciclos que tendem a se repetir. Através de estudo dos calendários de povos como os Maias, de profecias antigas, de eventos significativos na história da humanidade, bem como na história do planeta que podem ser observados em evidências científicas como a análise das camadas de gelo na Antártida, Gregg conclui que certos eventos que ocorreram em nosso passado têm a probabilidade de ocorrer novamente, como se fossem fractais. Ele chama a estes eventos mais marcantes de Seed Events (Eventos Semente).

Com base nestas informações ele até mesmo construiu um Calculador do Código do tempo que pode ser encontrado neste linkhttp://www.greggbraden.com/home/fractal-time-calculator/time_code_calculator/ . Através de suas observações Gregg afirma que os potenciais cíclicos de tempo e espaço também podem ser mudados, criando assim novas janelas de possibilidades. A estes pontos de mudança Gregg chama de Choice Points (Pontos de Escolha), pois em determinados pontos do tempo/espaço, através de sua escolha, o ser humano pode criar novas realidades tanto pessoal quanto coletivamente neutralizando potenciais mais dramáticos originados no passado!

Gregg Braden chama a atenção para o ano 2012, pois trata-se da culminação de dois grandes ciclos, um de 5125 anos e outro de 26000 anos. Em seus cálculos e estudos ele observou que o ano 2010 concentra uma série de Eventos Semente sendo, portanto um importante ponto de escolha para a humanidade. Como 2012 representa a mudança para uma nova energia e consciência é como se estivéssemos passando por um grande expurgo, uma grande purificação, preparando o campo para uma nova semente, e um novo trilho de realidade.

Acredito que é exatamente a isto que meu sonho se refere, uma vez que estamos em 2009, há menos de um ano deste Grande Ponto de Escolha!

Agora gostaria de falar sobre o personagem que surgiu no sonho, o ninja representado por Keanu Reeves, ou Neo de Matrix. Ao pesquisar na internet sobre o jogo Mortal Kombat encontrei uma figura igual à do meu sonho! Ele se chama ERMAC. Junto com ERMAC encontrei uma história, um enredo que se encaixou perfeitamente na compreensão que já vinha tendo!

Os sonhos são histórias dentro de histórias! As imagens são como portais que podem levar a uma amplificação dos símbolos e dos significados!

Ao pesquisar sobre Keanu Reeves e sua relação com Mortal Kombat tive outra surpresa. Encontrei a seguinte informação:

“Keanu Reeves de Matrix seria o melhor ator no papel de Kenshi, pois em Matrix: Revolutions ele aparece em uma figura igual à do personagem. Portanto ele poderia ser confimado para o papel dos filmes da serie Mortal Kombat: Deadly Alliance, MK: Deception e MK: Armageddon”.

De repente é como se o personagem de meu sonho se transformasse em 3, todos integrados! Ermac e Kenshi, além de Neo! Agora veja a história de ERMAC e a forma como Kenshi se encaixa nela. Grifei partes da história que para mim são pontos chave:

 

Ermac é uma entidade composta de legiões de almas mortas criado por um ser maligno chamado Shao Kahn, muito provavelmente a partir de vidas que ele mesmo havia tirado previamente.

Ermac serviu como um dos maiores guerreiros de Shao Kahn, amealhando ainda mais almas para sua coleção. Ele é também notado por ter participado na invasão de Earthrealm (Reino terrestre). Entretanto, após a derrota de Shao Kahn e subsequente perda de poder, Ermac permaneceu sob o controle de Kahn e vagou por Outworld (Mundo Externo) sem instruções. O andarilho Ermac foi então encontrado por Kenshi e foi libertado do controle de Kahn. Para mostrar sua gratidão, Ermac ensinou a Kenshi a arte da telecinese.

A liberdade recém conquistada por Ermac significou que ele estava livre para escolher seu próprio destino. Ele decidiu se arrepender de seus modos anteriores, de seu passado, e se tornar uma força do bem. Após tomar esta decisão encontrou uma alma guerreira que, como Kenshi, compreendia seu sofrimento. Esta alma guerreira era a de Liu Kang, que não apenas necessitava de um outro aliado, mas também precisava de assistência para libertar seus camaradas escravizados. Aproveitando a oportunidade de corrigir o mal que ele havia cometido em nome de Kahn, Ermac decidiu ajudar Liu Kang, e a dupla libertou com sucesso os aliados de Liu do controle de Onaga.

Ermac estava contente de que suas habilidades de guerreiro pudessem ter provocado um resultado nobre. Porém, sentia que uma força maliciosa ainda rondava o destino dos reinos.   Estava em todos os lugares.  Ele podia sentir sua influência em Onaga, entretanto Onaga estava inconsciente para sua manipulação. O tempo estava correndo. Ermac temeu que esta celebração da mais recente vitória fosse por pouco tempo.

Na parte final da história de Ermac em “Mortal Kombat:Armageddon”, as muitas almas contidas dentro de Ermac são liberadas e formam novos corpos. Elas estão todas conectadas psiquicamente umas com as outras em uma consciência coletiva, tornando Ermac não mais apenas uma fusão de almas, mas um exército.

O primeiro fato marcante sobre Ermac é que ele é uma consciência coletiva! Em seu passado era constituído de almas mortas e era controlado por uma força opressora. Naquele estado Ermac só causava dor e destruição. Poderíamos dizer então que Ermac representa uma velha energia, um velho potencial, uma velha consciência humana ainda não desperta para sua natureza espiritual, dominado pela ignorância. É isto o que ele representa em meu sonho, enquanto encontra-se no quintal da casa, no passado. Por isso ele está associado ao tornado em seu aspecto cataclísmico!

No entanto, ele trás dentro de si Kenshi e Neo, dois símbolos de despertar e libertação. Na história, ao encontrar Kenshi, Ermac é libertado do controle de Kahn e pode agora “escolher seu próprio destino!”

Aliás, a escolha do próprio destino e a mudança de um fractal de tempo é um tema central em Matrix. Em Reloaded no diálogo com o Arquiteto este revela a Neo que houve no passado 5 outros “escolhidos” como ele e que todos faziam parte do “equilíbrio da equação”, ou seja, eram programas da Matrix, perpetuando sua existência, mantendo a realidade ilusória e a ignorância. Quando os outros chegaram ao ponto onde agora estava Neo, todos fizeram a mesma escolha que implicou na batalha contra as máquinas e na salvação de poucos habitantes de Zion que sobreviveram para preservar a Matrix, a velha realidade. Mas, Neo rompe com este padrão e escolhe seguir a sua intuição, o amor, o que o leva a fortalecer ainda mais suas habilidades intuitivas, telecinéticas, e sua compreensão, o que culmina na realização de sua totalidade e na criação de uma nova realidade onde Zion não precisa passar por seu Apocalipse, seu Armageddon, a batalha contra as máquinas.

Curiosamente os três personagens, Ermac, Kenshi e Neo, possuem habilidades telecinéticas! Isto quer dizer que a sua consciência tem controle sobre a matéria! Será que também temos esta habilidade telecinética podendo, portanto controlar a matéria, os próprios padrões climáticos ao nosso redor? Tenho certeza que sim!

Continuando com os insights trazidos por Ermac, gostaria de comentar alguns trechos:

“Ermac estava contente de que suas habilidades de guerreiro pudessem ter provocado um resultado nobre. Porém, sentia que uma força maliciosa ainda rondava o destino dos reinos. Estava em todos os lugares.”

Isto lembra muito a história de Neo e dos Smiths!

Em meu sonho os vários tornados que não se formaram representam vitórias, resultados nobres que já conquistamos, no entanto parece que alguns potenciais mais dramáticos ainda rondam nossa realidade. Será que a onda de medo e de mensagens apocalípticas envolvendo a aproximação de 2012 não representam esta “força maliciosa que ainda ronda o destino dos reinos”?

Agora o mais interessante é o final da história:

Na parte final da história de Ermac em “Mortal Kombat:Armageddon”, as muitas almas contidas dentro de Ermac são liberadas e formam novos corpos. Elas estão todas conectadas psiquicamente umas com as outras em uma consciência coletiva, tornando Ermac não mais apenas uma fusão de almas, mas um exército.

Isto é alquimia pura! O primeiro estágio de Ermac, seu passado, onde ele era uma fusão de almas dos mortos, lembra a massa confusa, a matéria prima e caótica do processo alquímico. Jung relaciona a massa confusa a um estágio de indiferenciação da psique humana, onde os conteúdos do inconsciente estão desorganizados e parece não haver ainda um propósito muito claro rumo à totalidade, à organização destes conteúdos psíquicos, processo que Jung chamou de individuação. Na alquimia a culminação deste processo é a própria Pedra Filosofal.

O fato desta fusão de almas serem liberadas e formarem novos corpos, novas individualidades, representa exatamente esta diferenciação, esta organização dos muitos componentes da psique, o processo alquímico. É interessante que estes vários novos corpos estão “conectados psiquicamente formando um exército”! Esta é a visão do Self, a totalidade da psique que une todas as suas partes de maneira coerente, rumo a um propósito, à realização da totalidade!

Tudo parte do indivíduo, mas acredito que indivíduos conscientes de si mesmos também tem consciência de suas potencialidades e de sua conexão a vários outros indivíduos formando uma unidade consciente. Imaginem o que este exército de seres conscientes de suas potencialidades e de sua conexão uns com os outros poderia realizar? Esta parece ser a mensagem de Ermac/Kenshi/Neo para nós!

Meu sonho terminou com a reflexão sobre como deter o guerreiro que representa um potencial ameaçador. Sinto que ao longo desta narrativa a resposta para esta questão começou a se revelar por si mesma. Como diz Kryon, para cada desafio há uma solução, pois isto faz parte do equilíbrio no universo.

Por falar em Kryon a última peça desta malha de consciência surgiu a partir de mensagens deste ser que, para mim, é parte de cada um de nós, como um Self coletivo que nos orienta neste momento de mudança.

A sincronicidade funcionou novamente e encontrei o seguinte trecho na mensagem mais recente de Kryon chamada “The Lineage of Spirituality”:

“Qual é a coisa mais sábia que poderia ser dita neste momento? Eu lhes direi: os seres humanos estão no controle deste planeta! Dentro de sua consciência, eles controlam o pó da Terra e os céus acima. Dentro de sua consciência eles controlam o nível vibratório do que acontecerá a seguir. Dentro de sua consciência eles controlam os fractais de tempo que no passado poderiam cair sobre a Terra oferecendo a energia do que aconteceria a seguir (a repetição de um ciclo de auto-destruição). Vocês ouvirão daqueles que são “experts” que os próximos dois anos estarão preenchidos de horror. Vocês ouvirão que sua economia continuará a falhar e ruirá completamente. Vocês ouvirão que Gaia, a Terra, irá estremecer e estourar e que dos oceanos virá um gás que cobrirá este planeta sufocando a humanidade (metano). Vocês ouvirão, é claro, que novas doenças são sempre uma conspiração do lado negro para encher o planeta com pragas. Vocês ouvirão todas estas coisas e isto é porque todas estas coisas estão nos potenciais de sua vida. Em outras palavras, estas coisas estão de fato, dentro dos potenciais da realidade. 

Agora, seres humanos, estejam claros do que escutarão de mim. Estes itens apocalípticos não precisam acontecer! Medo, conspirações e previsões apocalípticas estão lá porque a energia de um velho ciclo está tentando se mostrar. Há bastante de vocês para fazer a diferença no direcionamento das energias de sua consciência para uma Terra que começa a mudar na direção que vocês desejam, ao invés de seguir um fractal de tempo. Vocês vão conduzi-la da forma como desejam, ao invés da forma daqueles que predizem o apocalipse. Nós dizemos estas coisas porque estes são os potenciais que sempre existiram. Os potenciais de mudança para uma nova energia são os mais fortes e continuam a ser. Vocês não precisam fazer muito esforço para manifestá-lo, pois tudo o que necessitam é sustentar a luz que vocês têm. Tudo o que precisam fazer é sustentar a luz que já está lá e então vocês o realizarão. Realmente, vocês iniciarão um fractal de tempo totalmente novo que tem a sua nova energia impregnada nele.

O cosmos também participa. Os alinhamentos existem por uma razão e aquele sobre o qual falamos há vinte anos está aqui. Ele está aqui na hora certa e apenas pela segunda vez desde que os humanos têm estado no planeta. [O Alinhamento Galático – A Energia de 2012]. Ele está aqui quando o fractal de tempo determinou que estaria. E está aqui em uma das maiores concentrações de alta energia que o planeta jamais teve. Está aqui durante um tempo de alta consciência. O que vocês farão com isto? Todas as ferramentas estão aos seus pés.”

 

Por falar em ferramentas e guerreiros esta parábola de Kryon aprofunda ainda mais nossa reflexão.

 

Os Dois Grupos de Guerreiros


Havia dois grupos de guerreiros em certo lugar no planeta Terra. Cada grupo sabia dos novos presentes divinos na Nova Era, e cada grupo era constituído de guerreiros da luz. Eles compreendiam seu contrato e sabiam que havia forças trevosas agindo com a intenção de impedi-los de completar suas metas pessoais. Então eles reivindicaram a Deus os presentes (dons) da nova energia e cada guerreiro recebeu seu pacote como solicitado.
Cada pacote dado aos guerreiros era pessoal e cada um continha três itens: uma espada, um escudo e uma armadura. A espada representava a verdade e nunca poderia ser quebrada. A verdade é pura e a espada oferecia uma defesa perfeita contra as investidas dos inimigos. O escudo representava o conhecimento – conhecimento das fraquezas do inimigo e conhecimento de milênios de arquivos dos antigos. Nenhuma energia podia penetrar o escudo, pois ele desarmava segredos e conspirações. Segredos e conspirações não podem existir à luz do conhecimento, porque seu poder depende do lugar sombrio da ignorância. A armadura representava o "manto do espírito de Deus". Esta é a sabedoria da consciência espiritual que dá aos homens o sentimento de "partes de Deus" que eles são. Desta forma representava a sabedoria de Deus em todas as coisas – especialmente a sabedoria de empunhar a verdade e segurar o conhecimento ante um ataque.
Agora estava se configurando um ataque coordenado pelas forças das trevas. Os dois grupos de guerreiros da luz sentiam-se preparados e recorreram às suas armas para repelir o inimigo. Assim que as forças das trevas se aproximaram, o primeiro grupo abriu seus pacotes e olhou para seu conteúdo em descrença. Tudo estava em partes! Havia um manual com uma nota que dizia: REQUER ALGUMAS MONTAGENS. Eles não podiam sequer começar a se preparar para encontrar o inimigo e desta forma este grupo de guerreiros foi escorraçado e derrotado pelas mãos daqueles que agora podiam controlá-los. Ficaram amargos e pensavam que Deus havia os enganado com falsas esperanças e um falso sentimento de segurança. Mesmo depois de derrotados eles continuavam com seus pacotes, mas acreditavam que as ferramentas eram inúteis.
O outro grupo havia aberto seus pacotes há mais tempo. Eles haviam colocado suas ferramentas juntas mais cedo e haviam praticado com elas. Aquilo tinha sido excelente, pois perceberam que a espada era muito leve para ser empunhada depois que se acostumavam com ela. Perceberam que o escudo apresentava tantas opções que levaram um bom tempo até conseguirem carregá-lo apropriadamente e a armadura era muito pesada. Com prática e meditação eles eventualmente aprenderam como equilibrar todas as armas e estavam prontos para a batalha.
Os guerreiros notaram que nenhuma ferramenta funcionava sem que as três fossem utilizadas em conjunto. A armadura, a mais próxima de sua pele era a chave, pois de alguma forma dava a eles a sabedoria para controlar a espada e o escudo. De fato o escudo era utilizado de várias formas, dependendo da situação, e a espada era facilmente manuseada quando o escudo era utilizado apropriadamente. Quando o ataque começou, o inimigo encarou aquele poderoso grupo e fugiu em polvorosa. A batalha sequer existiu e os guerreiros se regozijaram com sua vitória. Não houve espetáculo algum e nenhum ferimento foi sofrido.
E assim é.

Kryon

 

Curiosamente em Matrix o Oráculo diz a Neo "Você tem o dom (gift), mas parece estar esperando algo. Sua próxima vida talvez."

É necessário abrirmos os presentes e começarmos a por em prática os dons agora. Este é o momento. E talvez não seja necessária nenhuma batalha!

Como esta história, esta malha de consciência me chegou como um vento, ela vai como um vento que sopra onde quer.




     gustavo3388@gmail.com        85 81018833


© 2014 O Farol. Todos os direitos reservados